Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Compra online em 3D. A solução está na ponta dos dedos

Quer vender mais para as mulheres na internet? Uma novidade chamada de dedo virtual permite visualização em três dimensões com a mesma função do dedo real da consumidora

Por | 12/08/2014

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

E ai? Quer vender mais em 3D ou vai ficar na venda 2D mesmo? É fato que as mulheres têm sido as fêmeas-alfa quando se trata em compras, porque 85% das decisões de compras vêm delas. Elas já são responsáveis por quase metade de todas as compras numa categorias que tradicionalmente sempre foram masculinas como: carros, computadores e produtos eletrônicos.

Mas veja bem, isso não quer dizer que elas são mais compulsivas, mas que elas tomam mais atitude e que decidem muitas compras para a família, como o carro, por exemplo, ou um computador para o filho. Não subestime a sabedoria feminina de consumo, ela foi uma coletora, portanto seu cérebro é preparado para escolher exaustivamente. Aposto até que o homem é bem mais impulsivo, até pelo nível de testosterona mais alto do que as mulheres, o que o faz arriscar mais. Isso é fato, é biológico.

A impressão que se tem é que o homem compra menos e é verdade, em volume, mas não é valido em montante, em valores, porque cada brinquedinho dele como o celular vale um dez vestidos dela ou mais. Mas, vamos voltar a elas que é o que nos interessa neste artigo. A compra online

As mulheres representam metade ou cerca de 49,8 % de todos os usuários online no mundo de acordo com pesquisas que podem variar pontos percentuais para cima, nunca para baixo. Elas também são uma multidão nas compras online e tem quem aposte que elas compram tanto quanto eles na internet.

Mas tem um fato curioso na compra online é que o cérebro feminino não tem habilidade natural para fazer rotação de objetos no cérebro. Homens normalmente têm habilidades espaciais mais fortes, enquanto que as mulheres se esforçam nesta área. A rotação mental é a capacidade de girar objetos bidimensionais e tridimensionais na mente. Não que as mulheres não consigam se tentarem com determinação, mas não é nato por causa da sua arquitetura e química cerebral e também das demandas primitivas. 

Demandas primitivas? O que é isso? É que nosso cérebro ainda tem a mesma arquitetura e química cerebral de 150.000 anos atrás e por isso ele está preparado para a Savana e não para os tempos modernos. Ele resolve os problemas sim, mas cheio de vieses cognitivos como esse, das mulheres, de não conseguir naturalmente girar um objeto no cérebro.

Pois é meu amigo varejista, e rodar o objeto mentalmente é importante para a compra, imaginando volume, utilidade, facilidade de armazenagem, peso e todos os benefícios que só a visão tridimensional do produto traz. E você sabe que o órgão que decide a compra é o cérebro, não sabe?

Com o avanço do mapeamento cerebral, permitiu-se aos neurocientistas descobrir quais as partes do cérebro tratam ou cuidam dessa função de rotação de objetos e quando sujeitos realizam estas tarefas mentais há ativação da área de Brodmam, no giro frontal médio e córtex somatosensorial e córtex frontal.

Recentemente descobriram também que as mulheres têm que se esforçar mais nesta tarefa, pois têm a região parietal (onde se coloca a tiara na cabeça) mais espessa que a dos homens o que dificultaria a habilidade espacial e também a capacidade de girar mentalmente objetos e estas pesquisas mostram que é inato, pois são feitas com adultos, jovens e também com bebês de cinco meses de idade.

E ai vem a minha pergunta: Quer vender mais para as mulheres na internet? Pois chegou uma nova ferramenta, que ainda está na neurociência, e foi desenvolvida pelo The Allen Institute for Brain Science´s, mas pode e deve chegar até o varejo para auxiliar as mulheres na compra online. É o dedo virtual. Uma tecnologia virtual 3D, que facilita você ver objetos em todas as dimensões o qual lhe permite rodá-lo, o que diferencia essa tecnologia dos óculos 3D e dos programas como de compras da Amazon que roda a modelo com o vestido para mostrar frente e verso, mas em 2D.

A inovadora tecnologia é chamada de dedo virtual, que permite visualização em três dimensões com a mesma função do dedo real da consumidora. Exatamente como ela o faz na loja. Usar esta tecnologia é como ter o poder de tocar na tela e manipular o que se vê.  Como se você pudesse rodar os produtos que estão numa vitrine, por exemplo. E tem coisa melhor do que mexer no produto que queremos comprar? Nada da mais prazer e ajuda na tomada de decisão

O dedo virtual permite que a mulher, que naturalmente não tem a habilidade de rodar objetos mentalmente poder fazer isso virtualmente. E ai meu amigo! Já se decidiu? Vai fazer venda 3D ou ficar na venda 2D mesmo?

Compra online, 3D

Por: Pedro Camargo

Pedro Camargo tem experiência tanto no mercado de trabalho com consultorias quanto na área de educação corporativa. Possui um grau de Mestre em Educação , com ênfase em Educação Corporativa , a Pontifícia Universidade Católica de Campinas ( PUCCAMP ) e MBA em Comunicação de Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo ( ESPM ), Graduado em Direito do Estado Universidade do Rio de Janeiro ( UERJ) ; Curso de especialização em neurociências pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) , É consultor de marketing e comunicação de marketing, em 2009, publicou seu primeiro livro " Neuromarketing : decodificaando da mente do consumidor " , em 2010, publicou o segundo livro " Comportamento do consumidor: biologia, anatomia e fisiologia do consumo " no Brasil pela Editora novo Conceito , em 2012 lançou o seu novo livro" Neuromarketing : uma nova pesquisa de comportamento do consumidor no Brasil pela Editora Atlas e Eu compro, sim! Mas a culpa é dos hormônios pela editora Novo Conceito ; é palestrante internacional em conferências em Portugal , a convite do Instituto Português de gestão de marketing ( IPAM ) e Cidade do México pela Intenational Mindcode ; APAS conferencista 2012; ; colunista da revista Supervarejo da Associação são Paulo Supermercado ( APAS ) , do site mundo do Marketing e tem artigos publicados na revista New Editora Abril , sobre o comportamento de consumo feminino e venda na revista de marketing mais sensorial com o tema - " os cinco sentidos do lucro " , é um professor de marketing e pós-graduação de vendas programas , cinco anos está ensinando programas de educação in-company em plano de saúde e consultor de vendas planejamento para empresas na área de cooperativas de saúde , atualmente professor visitante na programa RetailClub Multiplan para os inquilinos de shoppings e consultor de neuromarketing , neurovendas e Biologia do Comportamento do Consumidor, Professor de Neurovendas da FGV, Coordenador do curso de Neurogestão do ISAE.






Comentários

Artigos do autor:

Trabalhas com Branding? Vamos ver se você tem colhões para entender

A química orgânica, o marketing e o comportamento do consumidor

Sua loja é um Ponto de Venda ou ponto de interrogação?

Quer levar o consumidor para a sua loja e o vendedor se empenhar?

Deus do CEO! Perdoai-vos, eles não sabem o que dizem!

Não confunda neuromarketing com quiromancia!

Frankenstein. Este é o perfil do consumidor pesquisado pelo SPC

Onde está a sua marca? No Smartphone ou no Cérebro do consumidor?

O real comportamento do consumidor

O mercado do Luxo e a Hipótese da Rainha vermelha

Marketing sensorial sem visão, cheiro, som, gosto... Isso faz sentido?

Neuromarketing e a margem de erro da pesquisa eleitoral

Compra online em 3D. A solução está na ponta dos dedos

Venda é uma questão de química entre a loja, o vendedor e o consumidor

Pelo amor de Deus! Vendedor no gerúndio, não tem futuro!!

Big Data pode significar small quality and poor decisions

Fast o quê? Como a pressa vende muito

O Marketing Molecular está chegando

Estratégia de preço. Você ainda vai pagar por isso!

Responsabilidade social na empresa? Faça de forma orgânica

Neuro-Gene-Endocrino Vendas. A biologia do comportamento do vendedor

Propaganda e mulher objeto

A biologia da fidelidade à marca

O rato roeu a roupa do Rei de Roma

Por favor, cancele o brief mal passado!

A pesquisa de mercado e a lógica do peru

Adeus mercado velho, feliz Marketing novo!

Natureza das vendas. Faça que um dia seja do caçador ou outro também

Efeito Lindstron! O exagero em Neuromarketing

O que a Neurociência diz sobre as pessoas em compras

Lições das bactérias que twitam e administram



Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss